Paróquia abre oficialmente 5ª Semana Teológica

Ateo

Abertura da Semana Teológica

Com mais de 300 participantes inscritos, iniciou na noite desta segunda-feira a 5ª Semana Teológica. A promoção da Paróquia Santo Antônio do Partenon oferece à comunidade uma oportunidade de  formação e aprofundamento das verdades da fé cristã; Neste ano, a atividade acontece em duas modalidades. No turno da tarde, há um estudo sobre os evangelhos e à noite são oferecidas quatro temáticas de estudo. O tema escolhido para este ano é: "Acender luzes, para ser esperança". O Pároco, Frei Luiz Turra, afirmou que a luz deve ser colocada num lugar de destaque para que produza clareza. Por isso, precisamos fazer que brilhe em nossa face o sorriso de Deus".

O Bispo Auxiliar de Porto Alegre, Dom Leomar Brustolin, é o palestrante do tema da Iniciação Cristã. Ele está apresentando a iniciativa da CNBB de reorientar a educação na fé. "A catequese não pode mais ser uma aula de religião, mas uma experiência de vivência cristã. Todos precisamos nos conscientizar da necessária mudança para sermos cristãos mais comprometidos com o projeto de Jesus". Já o jornalista Moisés Sbardelotto, ue aborda o tema  da "Comunicação na era digital" destacou que a comunicação é a nossa marca que fica para a história. Ele ressaltou que o momento histórico é de mudanças, mas nos afirmamos como pessoas na ação comunicativa capaz de transformar relações e construir significados. "A comunicação vai muito além do aparato dos meios de comunicação utilizados para a transmissão das mensagens".

Um dos grupos da semana teológica está debatendo as questões relacionadas a vida familiar. O palestrante, Frei Vanildo Zugno, lembrou que o grande desafio que o Papa Francisco propõe é deixar de pensar a família como um conceito  e um ideal, e pensar a família real que nós somos. "Mudaram conceitos, formatos e modelos familiares. Nesse novo contexto afeto e sentimentos marcam a vida familiar hoje, mais do que a forma de composição".

O quarto grupo da noite está estudando o tema "Maria na Bíblia". O palestrante rei Arno Frölich  disse que Maria não pode ser maximizada, nem minimizada. "Ela foi como qualquer mulher da Galiléia no seu tempo. Portanto,  de uma vida muito sofrida. Ela tem seu lugar na história da salvação e na vida da Igreja, sem perder as suas funções maternas". Para o teólogo, a atitude que ajuda a entende Maria é a abertura de coração para entender o diferente. A Semana Teológica prossegue até quinta-feira.

Ateo1

Dom Leomar apresentou os fundamentos do projeto de Iniciação Cristã

Ateo2

Sbardelotto apresentou o tema da comunicação da fé na era digitar

Ateo3

Debate sobre a família tratou do novo contexto cultural

Ateo4

Maria na Bíblia provocou muitos questionamentos

 
  
Banner
Banner
Banner
Banner